segunda-feira, 29 de junho de 2009

Retorno


Não sei bem se este será permanente, mas aqui estou eu de novo.
Andei pelos ventos, fui buscar inspirações em quadros antigos de minha história.
Montanhas escalei, falei com os peixes e azular minhas idéias.
A cada dia sinto mudanças, as linhas do meu olhar não são as mesmas.
Sinto fraqueza no meu pensar, selados por silenciosas frases que não conseguem ser ditas.
É tempo desse pássaro alçar voo, visar novas paisagens, novos ares, um novo ninho.
Meus curtos pensamentos exprimem o muito que vi.
Adoro saber que posso te fazer sorrir e jogar frases ao léu e ver que no final elas estão perfeitamente combinadas, e cada uma delas te faz sentir algo novo.
Acho que encontrei o barato desta terapia indescritível.
Gravar com palavras os meus, seus, todos os gestos, palavras, olhares, beijos, abraços e sorrisos.
Enquanto essa música ressoar minha inspiração não irá terminar, e não pode parar.
Amo o que conquistei e o que sonho em conquistar.
O longo caminho de poeiras e pedras me espera, digo adeus a minha infância e dou boas vindas ao que vem pra ficar guardado lá dentro.
Sou misto de espontaneidade e inconsequência, e é disso que tiro minhas lições de vida.
Ah...
É bom estar de volta.


Uadi

2 comentários:

Thatá, ué! ;) disse...

Putz!
Mó tempo, mas é assim mesmo. É sempre bom está de volta ^^
Eu tbm tow precisando 'voltar'
ultimamente não sai nada, ou não se traduz em palavras, pelo menos! =]
texto muito bacana.

Diego_xyz disse...

Tb to na área boy, vou colocar o blog pra frente agora.